O que é bioconstrução?



Bioconstrução é uma técnica construtiva que utiliza materiais de baixo impacto ambiental, criando sistemas alternativos de tratamento de resíduos e consumo de água e energia.

Esse tipo de moradia traz conforto para os moradores ao adaptar-se ao clima local, além de oferecer um estilo de vida sustentável e econômico.

A bioconstrução costuma ser confundida com a arquitetura vernacular.

Sem dúvida, as técnicas construtivas utilizada no passado estão presentes na bioconstrução, mas elas evoluíram e hoje oferecem mais segurança e conforto aos moradores.

Vale destacar que quando falamos sobre bioconstrução, a primeira coisa que vem à cabeça de muitas pessoas é que ela traz vantagens apenas para o meio ambiente, mas não é só isso.

A bioconstrução também é uma forma de arquitetura social.

As comunidades que têm acesso a essa técnica podem criar moradias confortáveis e seguras sem depender totalmente de pessoas de fora ou de grandes investimentos.

A união dos moradores é uma das características mais importantes da bioconstrução. Além de ajudar na redução de custos com a mão de obra, a atividade agrega conhecimento e integra a comunidade.


Permacultura e a bioconstrução

A bioconstrução está diretamente ligada à permacultura.

Trata-se de uma atividade, considerada por muitos como uma filosofia de vida, que procura produzir recursos básicos para o ser humano sem agredir a natureza.

Se você se interessa em conhecer mais sobre a bioconstrução, vale entender melhor como a permacultura funciona. Um dica é acessar o site do IPOEMA (Instituto de Permacultura).


Vantagens da bioconstrução:

  • Redução de geração de resíduos

  • Redução do consumo energético

  • Redução dos riscos de incêndio

  • Troca de conhecimentos na comunidade

  • Preservação do meio ambiente

Materiais utilizados na bioconstrução

  • Terra

Bioconstrução: Terra

  • Pedra

Bioconstrução: Pedra

  • Palha

Bioconstrução: Fardo de palha

  • Madeira

Bioconstrução: Madeira


6 técnicas utilizadas na bioconstrução

Superadobe

Bioconstrução: superadobe

Materiais utilizados: saco de ráfia, arame farpado, terra local.

Adobe

Bioconstrução: tijolos de adobe

Materiais utilizados: areia, argila e palha (madeira e pregos para a forma).

Cob

Bioconstrução: cob

Materiais utilizados: argila, areia e palha.

Taipa de pilão

Bioconstrução: taipa de pilão

Materiais utilizados: terra, madeira e prego.

Solo-cimento

Bioconstrução: solo-cimento

Materiais utilizados: argila, cimento e água.

Ferrocimento

Bioconstrução: ferrocimento

Materiais utilizados: malha de vergalhões finos, malha de tela de galinheiro hexagonal, fio de arame recozido, cimento, areia e água.



Quais são as etapas de um projeto de bioconstrução?

Estudo e aproveitamento dos materiais locais

Uma das primeiras etapas de um projeto de bioconstrução é entender quais são os materiais disponíveis na região e de que forma eles podem ser aproveitados.

Deve-se levar em conta o clima, o tipo de solo, localização do terreno, entre outros fatores. Por exemplo: um projeto de bioconstrução realizado na região sul do Brasil deve ter materiais e técnicas diferentes de uma moradia construída no nordeste.

Como já citamos no texto, os recursos podem ser a madeira, o bambu, o barro, entre outros. Nesse momento, a ajuda de profissionais é necessária para que se encontre a melhor técnica.

Gerenciamento de tratamento de resíduos

Em um projeto de bioconstrução são considerados resíduos restos de comida, lixo seco (plástico, papéis, latas), água, restos da obra e até mesmo a urina e fezes dos moradores.

Esses materiais podem ser reaproveitados para gerar novos recursos para os moradores, em um ciclo fechado.

Um exemplo de aproveitamento de resíduos na construção são os sanitários secos. Nesse processo, as fezes viram adubo, que podem alimentar uma horta e gerar alimento para os moradores, por exemplo.

A reutilização da água da pia, do chuveiro ou de cisternas serve para regar essas plantas.

Essa é uma opção interessante para regiões em que não existe um saneamento básico adequado.


17 visualizações

© Copyright Sítio Piutá 2020